sábado , 23 setembro 2017
Home / Carreira / Piloto Privado
aeroarte

Piloto Privado

1
Para início na carreira, todo piloto deve passar pelo curso de piloto privado.Os livros didáticos proporcionam, em todos os pontos do território nacional, recursos didáticos para que o sonho profissional de voar ou fazer voar seja conseguido, eliminando barreiras como a distância, horário disponível para estudos, material didático, proporcionando com baixo custo, abrir as portas da aviação para o verdadeiro talento, transformando o sonho em realidade. Visto que os cursos realizados pelas escolas homologadas é recomendável para o correto treinamento e orientação dos alunos no inicio da carreira na Aviação Civil.O curso de piloto privado é dividido em duas partes: teórica e prática.A parte teórica é compreende com as seguintes disciplinas.

– Meteorologia Aeronáutica.
– Motores e Conhecimentos Técnicos de Aeronaves.
– Navegação Aérea VFR.
– Regulamentos de Tráfego Aéreo VFR.
– Teoria de Vôo e Aerodinâmica de Baixa Velocidade.

Muitos pilotos voam pelo prazer e liberdade de voar, outros porque este é um meio independente, rápido e seguro de viajar. Ao invés de dirigir, ou submeter-se aos horários fixos dos transportes públicos, eles voam a trabalho, férias ou somente por diversão.Para obter-se o Certificado de Conhecimentos Teóricos (CCT) é necessária à aprovação em uma prova aplicada pela Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) que contém 20 questões de cada matéria, na qual o aproveitamento mínimo deve ser de 70% de cada matéria, ou seja, 14 questões. Embora para Piloto Privado não seja obrigatório fazer o curso para obtenção do CCT, podendo o aluno estudar sozinho para fazer a prova.Mediante a aprovação em exames prestados para a ANAC e de posse do Certificado de Conhecimentos Teóricos – CCT deve começar a parte prática, o aluno deve voar no mínimo 35 horas em um aeroclube homologado pela ANAC. Mas antes de começar a voar é necessário ter o Certificado de Capacitação Física (CCF), que deve ser obtido em uma Junta Especial de Saúde (JES) do ministério da aeronáutica. Tal certificado possui duas categorias:

1a Classe: Destinado a pilotos comerciais, com validade de 1 ano.

2a Classe: Destinado a pilotos privados, com validade de 2 anos.

Com o CCF em mãos o piloto-aluno já pode iniciar a parte prática que inclui treinamento de curvas, subidas, descidas, estóis, emergências, decolagem, pouso, entre outros. Feita as horas necessárias o piloto-aluno é submetido ao chamado “check”, que é um vôo de aproximadamente 01 hora no qual é verificada sua habilidade aprendida durante o curso. Aprovado no seu “vôo de check” o até então piloto-aluno receberá sua licença de Piloto Privado de Avião, habilitando-o a voar aeronaves monomotoras, desde que não seja de maneira comercial ou remunerada.Cumprida a instrução prática e teórica no equipamento, deverá solicitar, através da Gerência Regional (GER), o cheque em vôo por profissionais credenciados pela ANAC do seu piloto-aluno, para a posterior emissão do Certificado de Habilitação Técnica de Piloto Privado (CHT).Comprovados o treinamento em vôo e o cheque feito, a ANAC emitirá a licença e o CHT permanente do candidato.O que são CCF, CCT e CHT e como conseguir os meus?A aviação é repleta de abreviaturas e estas são algumas delas.

CCF – é a abreviatura de Certificado de Capacidade Física. É um certificado médico expedido pelo Ministério da Aeronáutica, após um exame físico do candidato. O aluno deverá possuir um CCF válido para iniciar as aulas práticas e, como todo piloto, deverá levá-lo consigo em todos os vôos. Existem dois tipos de CCF: 1a. Classe e 2a. Classe. Para tornar-se Piloto Privado é necessário possuir um CCF de 2a. Classe, que se diferencia do de 1a. Classe pela rigidez dos exames médicos exigidos e pela validade. O de 1a. Classe é valido por apenas 1 ano enquanto de 2a. Classe é valido por 2 anos. Deverão ser realizados nas Juntas de Saúde dos Hospitais da Aeronáutica ou através de Médicos e Clínicas credenciados.

CCT – é a abreviatura de Certificado de Conhecimentos Teóricos. Tal certificado é expedido após a aprovação do aluno nos exames teóricos da ANAC. Para iniciar as aulas práticas, não é necessário a posse de um CCT. No entanto, é altamente recomendável uma vez que o conhecimento teórico dos diversos assuntos aeronáuticos enriquece e facilita as aulas práticas. É importante lembrar, entretanto, que você deverá possuir um CCT válido para obter sua licença de Piloto Privado de Avião.

CHT – é a abreviatura de Certificado de Habilitação Técnica. É a licença de Piloto propriamente dita.

Requisitos:

Poderão fazer o curso de piloto (avião ou helicóptero) as pessoas, de ambos os sexos, que tenham no mínimo 16 anos e, pelo menos, 1º grau completo ou equivalente. Podendo realizar a banca da ANAC com 17 anos. Para adquirir a habilitação de Piloto Privado deverá ter 18 anos para a realização do voo de cheque.

_________________________________________________________
Os membros das tripulações de voo devem estar portando os seus respectivos CCF, atualizados, para que possam exercer as atribuições pertinentes às respectivas licenças.
Certificado de Capacidade Física (CCF)É um documento que pode ser emitido por uma JUNTAS ESPECIAIS DE SAÚDE (JES), pelo CENTRO DE MEDICINA AEROESPACIAL (CEMAL), pela JUNTA SUPERIOR DE SAÚDE (JSSAer), no caso dos pilotos privados, em um dos médicos credenciados pela ANAC após uma inspeção de saúde para comprovar a aptidão dos aeronavegantes.Piloto desportivos devem consultar a relação dos médicos credenciados pela Associação Brasileira de Ultraleves (ABUL).Para o aluno iniciar suas atividades aéreas deve ser obtido o Certificado de Capacitação Física (CCF). O candidato deve ir a escola homologada pela ANAC e solicitar uma carta de encaminhamento ao órgão competente para realizar o exame médico.Para a revalidação do CCF não é necessário uma carta de encaminhamento.

Sem o Certificado de Capacitação Física (CCF) o aluno ou profissional, não poderá exercer nenhuma atividade relacionada à aviação.



Inspeção Inicial


É a primeira inspeção de saúde para ingressar numa classe ou para mudança de categoria de CCF.

Inspeção Inicial no Hospital da Aeronáutica de São Paulo (HASP)

Custo do Exame: R$ 347,00

Inspeção de Revalidação

É aquela a que está sujeito o inspecionando para o controle médico periódico, que lhe facultará a continuidade do exercício de suas atribuições.

Inspeção de Revalidação no Hospital da Aeronáutica de São Paulo (HASP)

Custo do Exame: R$ 188,50
 

_________________________________________________________
Classes de Avaliação Médica
São três as classes de avaliação médica, para fornecimento do Certificado de Capacidade Física (CCF):1 – Avaliação médica de 1ª classe, subdividida em:– Pilotos de aeronaves de asa fixa, asas rotativas e balão livre, aplicável aos aeronavegantes ou candidatos a licença:- Piloto de Linha Aérea (PLA);
– Piloto Comercial (PC); e
– Não pilotos, aplicável aos aeronavegantes ou candidatos à licença de Mecânico de Vôo (MV).2 – Avaliação médica de 2ª classe, subdividida em:

– Pilotos de aeronaves de asa fixa (exceto planadores) e asas rotativas, aplicável aos aeronavegantes ou candidatos a licença:

– Piloto Privado Qualificação IFR (PP-IFR);
– Piloto Privado (PP);
– Não pilotos, aplicável aos aeronavegantes ou candidatos a licença de Comissário de Bordo (CMO); e Operador de Equipamentos Especiais (OEE).

3 – Cancelado

– O inspecionando, cujo CCF tenha expirado há mais de cinco anos, ao pretender retornar à atividade aérea deve ser submetido à inspeção de saúde inicial, aplicando-se os requisitos de revalidação previstos para o CCF do qual seja portador. 

_________________________________________________________
Precedência de CCF
(1) O CCF de PLA tem precedência sobre todos os demais CCF de Pilotos.
(2) O CCF de PC tem precedência sobre os CCF de PP-IFR e PP.
(3) O CCF de PP-IFR tem precedência sobre os CCF de PP.
(4) O CCF de não Piloto é específico para cada categoria.(5) No caso do aeronavegante piloto ter mais de uma Licença válida, é fornecido apenas o CCF de maior precedência.(6) Os aeronavegantes com CCF de mesma classe poderão solicitar inspeção de saúde inicial, para mudar de categoria, sendo avaliados por todas as especialidades médicas necessárias, aplicando-se os requisitos de revalidação. Incluem-se também neste caso os aeronavegantes em Cláusula de Flexibilidade.(7) Os aeronavegantes possuidores das licenças de PLA e PC que não mais pretendam exercer as prerrogativas dessas licenças poderão revalidar seus CCF como Piloto Privado. 
 _________________________________________________________
 
Validade dos Certificados de Capacidade Física
As validades dos Certificados de Capacidade Física devem obedecer aos seguintes prazos:12 meses para Piloto de Linha Aérea, Piloto Comercial e Piloto privado com habilitação técnica IFR que não tenha completado 40 anos de idade.06 meses para Piloto de Linha Aérea, Piloto Comercial e Piloto Privado com habilitação técnica IFR a partir de 40 anos de idade.24 meses para Piloto Privado que não tenha completado 40 anos de idade.12 meses para Piloto Privado que não tenha completado 60 anos de idade.

06 meses para Piloto Privado a partir de 60 anos de idade.

12 meses para Mecânico de Vôo, Comissário de Bordo e Operador de Equipamentos Especiais.

Importante: É responsabilidade do detentor de um CCF deixar de exercer as prerrogativas e habilitações a ele conferidas quando perceber ou tomar conhecimento de qualquer diminuição em suas aptidões psicofísicas que possa impedi-lo de exercer as referidas atribuições prejudicando a segurança do voo.

 
_________________________________________________________
 
Idade Mínima para obter CCF
Pilotos:PLA e PLAH – 21 anos
PC e PCH – 18 anos
PP-IFR – 18 anos
PP e PPH – 17 anosNão Pilotos:MV, CMO, OEE – 18 anos

 

_________________________________________________________








FONTE: Piloto Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Ops! Conteúdo Protegido!!!